Cafés do Brasil rendem mais de US$ 1 bilhão

Dados divulgados no relatório do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) mostram o desempenho da bebida brasileira no primeiro quadrimestre deste ano. A receita cambial com a venda ao exterior atingiu US$ 1,80 bilhão. Foram exportadas 13,30 milhões de sacas de 60kg, sendo a grande maioria de café arábica (10,96 milhões de sacas), 1,01 milhão de sacas de café robusta, 1,32 milhão de sacas de solúvel e apenas 7,08 mil sacas de 60kg de café torrado e moído.
 
Os Estados Unidos são o país que mais compra. Os norte-americanos demandaram 2,7 milhões de sacas de 60kg (20,2% do total). Em seguida aparece a Alemanha, com equivalente a 18,1% do total ou 2,4 milhões de sacas. Em terceiro aparece a Itália, que importou 1,2 milhão de sacas de café de 60kg, que correspondem a 9,1% e a Bélgica,  na quarta posição, com 767 mil sacas (5,8%). Depois vem Japão, Federação Russa, Turquia, Espanha, Canadá e França. 
 
Conforme ainda o Relatório do Cecafé abril 2020, em relação às exportações dos cafés diferenciados, os quais têm qualidade superior ou algum tipo de certificado de práticas sustentáveis, o Brasil exportou 2,2 milhões de sacas de 60kg, ao preço médio de US$ 174,04 por saca, volume que representa 16,5% do total do café brasileiro exportado para os diferentes destinos.
 
Fonte:Agrolink
VEJA TAMBÉM